Joaquim Jorge (nome fictício)

Olá, o meu nome é Joaquim Jorge (nome fictício) e tenho 28 anos.

Cresci numa familia bem sucedida a nível financeiro. Meus pais separam-se quando eu tinha 5 anos e desde aí, fiquei a viver com o meu pai. Fui crescendo, até que aos 13 anos descobri o mundo das drogas leves e pesadas. Aos 14 anos tive uma overdose de heroína injetada, que ía pondo fim à vida. Depois disto, surgiram outras drogas na minha vida, tais como, ecstasy, acidos, ketamina e o seu consumo durou até aos meus 18 anos, idade esta que voltei a retomar o consumo de heroína e cocaína.

Comecei a frequentar bairros problematicos de Lisboa, onde vi a morte estar perto outra vez, tendo sido esfaqueado por duas vezes.

Andei em varios centros e foram várias as desentoxicações mas sempre sem sucesso, pois as recaídas eram uma constante e não conseguia ter estabilidade, pois já sentia estar condenado á morte.

Aos 22 anos a empresa do meu pai faliu, separei-me da minha esposa e fui viver para a rua, pois meus familiares já tinham perdido a confiança e a esperança que eu algum dia pudesse mudar.

Comecei então a ter que roubar para sustentar o vicío da droga, pois tinha destuído tudo o tinha, até que acabei por ir preso. Fui condenado a 8 anos de prisão dos quais 4 anos foram passados no Establecimento Prisional de Caxias.

Foi aqui no estabelecimento prisional que me falaram de uma associação cujo responsavéis davam aconselhamentos aos reclusos. Decidi então ter esse aconselhamento pelos responsavéis e que contando o meu percurso de vida, eles aconselharam-me a integrar o projeto da associação Renascer, assim que saísse em liberdade e assim foi. Entrei na associação Renascer, onde a minha vida mudou radicalmente. Aprendi novos príncipios e valores de vida, fazendo de mim uma pessoa completamente renascida. Os primeiros tempos não foram nada fáceis, mas os principios de familia, amor e cuidado, transformaram a minha vida. Encontrei aqui o amor de uma familia que outrora eu nunca tinha sentido. Hoje estou limpo de drogas tabaco e medicação, sinto como se voltasse aos meus 13 anos de idade, pois desde aí não sabia o que era estar sóbrio. Voltei a reatar os meus laços familiares e dou graças a Deus por este milagre na minha vida. Agradeço a toda esta equipa da associação renascer pelo amor, trabalho e dedicação e que geraram esta mudança na minha vida, pois verdadeiramente renasci.

Muito obrigado e Deus vos abençoe.

Nuno Filipe Barreto Santos

Chamo-me Nuno Filipe Barreto Santos e tenho 29 anos . Nasci e cresci numa familia pobre sem condições. Frequentava a escola da zona onde eu vivia e não tinha amigos. Fui vitima de bulling, era muito gozado e desprezado por todos. Os meus pais também não me ligavam muito . O meu pai era alcoólatra e chegava a casa bêbado , muitas vezes ele era agressivo. Lembro-me bem quando pegou a minha irmã e atirou-a para o chão. Entretanto, a assistente social retirou me de casa dos meus pais e aos meus irmãos e fomos para uma instituiçao.

Nesse dia, pensei que a minha vida tinha acabado.Nessa instituição, fui abusado sexualmentee desprezado. Emocionalmente, fiquei totalmente destruido.

Comecei a andar com más companhias. E para ser aceite, experimentei drogas leves e bebi alcool .Entretanto , aos 24 anos conheci uma rapariga,com a qual me casei e tive um filho.

Mas o casamento foi mal sucedido ,deu-se o divórcio. Pensei em suicidar-me várias vezes. Dentro de mim, tinha um desejo de vingança muito grande, um ódio enorme e uma tristeza profunda.Tinha uma obsessão tão grande por ela , que o sentimento por ela já nao era de gostar, simplesmente, apesar dar tudo errado nesse casamento, ele representava a familia que eu nunca tive.

Eu ja conhecia a instituiçao renascer,sabia que se entrasse a minha vida mudaria. Decidi entrar.

Na associação Renascer, aprendi valores e principios, que me fizeram olhar para a vida de uma forma completamente diferente. Neste momento, tenho objetivos que antes não tinha . Tou tratado e restaurado. Emocionalmente e fisicamente, sou uma pessoa diferente. Voltei a sonhar e a ter um projeto de vida. Aqui acreditaram em mim, um novo homem com carateristicas que eu nunca tinha reparado, nem sabia que existiam dentro de mim. Hoje, sou o responsável pela casa de acolhimento. Agradeço a Deus todo o trabalho que aqui prestam, principalmente quando a sociedade já deixou de acreditar. Bem hajam!

Nelson Monteiro Lima

Olá, meu nome é Nelson Monteiro Lima, tenho 32 anos, dos quais 17 anos foram passados no inferno do alcóol, das drogas e comprimidos. Fui recebido, tratado e renovado nesta instituição e encontro-me sóbrio há quase 3 anos. Espero que a minha vida seja um incentivo, para aqueles que já se encontram sem forças e acham impossível largar o alcóol e drogas.Há esperança. Hoje, encontro-me bem emocionalmente, quero agradecer a todos os responsáveis desta Instituição Cristã que contribuiram para a minha nova mentalidade e o novo rumo que eu fui adquirindo aqui, nesta casa, onde gosto muito de estar na companhia de todos os utentes que aqui residem. Obrigado

Gonçalo Duarte

Olá, o meu nome é Gonçalo Duarte e tenho 33 anos. Nasci e fui criado no seio de uma familia de classe media alta, onde nada me faltava ao nível material. Vivia debaixo de uma super proteção familiar. Por esse motivo, cresci com um desiquilibrio emocional, inseguro e com falta de confiança em mim. Com o tempo, fui sentindo falta de algo, apesar de nada me faltar. Aparentemente, acabei por me integrar em duas familias, uma no local onde morava e outra num parque de campismo, que frequentava aos fins de semana e nas férias de Verão.

Nestes dois grupos, eu conheci o alcoól aos 15 anos, aos 17 anos o haxixe, aos 18 anos o ecstasy e daí até aos 28 anos consumi cocaina, mdma e catamina. Durante 13 anos da minha vida, vivi sem rumo e sem direção, de dia para dia estava a destruir a minha vida e da minha familia. Em mim crescia uma depressão, por várias vezes tentei sair sozinho desta vida, mas sem susesso. O tempo passou e um dia por intermédio de uma pessoa, conheci a Associação Renascer. Eu, na altura não tinha trabalho. Comecei como voluntário da associação e assim estive durante uns meses, até me convidarem a passar pelo Programa de Reablitação e Reinserção Social, pois eu não estava a conseguir ultrapassar os meus problemas, devido ao meu passado. E assim foi, aceitei o desafio, hoje após 4 anos sinto-me bem, mais confiante, cheio de objectivos e planos. Sou um homem novo e transformado. Quero agradeçer muito a familia Renascer e a todas as pessoas envolvidas neste projeto, muito obrigado.